O novo perfil do bibliotecário frente às mudanças tecnológicas

Profissionais que trabalham em biblioteca adquirem conhecimentos novos para não perderem espaço no mercado de trabalho 

 

O bibliotecário tem formação necessária para navegar e organizar grandes volumes de informações. (Foto: Willian Kaíko)

 

Os bibliotecários são agentes que possuem um papel de grande relevância para a construção e desenvolvimento cultural e educacional numa sociedade. Esse profissional, que influência o desenvolvimento social, econômico e cultural do país, comemora neste ano 53 anos de regulamentação da profissão. De acordo com as informações do Conselho Regional de Biblioteconomia do Paraná (CRB), atualmente, são  registrado 458 profissionais ativos só em Curitiba.

 

Nos últimos anos, a atuação do profissional de biblioteconomia tem se voltado cada vez mais para a criação, manutenção de arquivos digitais e para montar bancos de dados em computadores, empregando para isso os sistemas de informática e a internet. O bibliotecário controla a organização, preservação e divulgação do acervo de bibliotecas ou centros de documentação. Além disso, são atribuições dos bacharéis em Biblioteconomia a organização, direção dos serviços técnicos de repartições públicas federais e estaduais. Assim, os bibliotecários atuam dentro das bibliotecas públicas, escolares, particulares e centros de documentação.

 

Segundo o Conselho Federal de Biblioteconomia, a Lei Federal de 2010 torna obrigatória a instalação de uma biblioteca com pelo menos um livro por aluno em todas as instituições de ensino do país até 2020. De acordo com o Conselho, existem cerca de 20 mil bibliotecários ativos no Brasil. De acordo com a legislação de 1962, o bacharel em Biblioteconomia, para o exercício de sua profissão, é obrigado ter o registro no Conselho Regional de Biblioteconomia. O profissional ainda pode se licenciar para dar aulas no ensino técnico. A graduação em Biblioteconomia é oferecida nas habilitações licenciatura e bacharelado, com duração de quatro anos, nas modalidades presencial e a distância.

 

O profissional trabalha na administração de informações, orientando os usuários da biblioteca na busca e seleção de livros ou arquivos. A observação e ordenação dos livros e revistas são de sua responsabilidade, além de projetar e preservar para que resistam ao tempo de uso.

 

 

   Livro Classificação Decimal de Dewey (CDD) ajuda ordenar os livros (Por: Willian Kaíko)

 

A Classificação Decimal de Dewey (CDD) é o padrão utilizado para ordenar os livros nas estantes biblioteca. Seu sistema é agrupa o acervo em áreas do conhecimento com o objetivo de reunir livros de assuntos similares em um mesmo lugar. Segundo Vanda Fattori Dias, formada em Biblioteconomia e há 36 anos trabalhando na área, para armazenar os livros nas estantes, utiliza-se o CDD e a Classificação Decimal Universal (CDU), que divide as obras de conhecimento em dez grandes classes de zero a nove, que são subdivididas em outras dez subclasses. Portanto, quando o livro chegando à biblioteca passa por um processo técnico que inclui a classificação, catalogação e o preparo físico (carimbos e etiquetas), para depois ser encaminhado à estante.

 

Vanda Fattori não acredita que a função de bibliotecário pode acabar um dia. "O profissional bibliotecário não atua apenas em ambientes tradicionais, mas em bibliotecas públicas, escolares, universitárias, especializadas. Ele trabalha em várias instituições e atividades vinculadas à área de informação como Centro e Serviços de Informação, Arquivos, Museus, Editoras, Emissoras de rádio, televisão, jornais, e poderá trabalhar como autônomo e também exercer profissão como docente", defende. Aqui Vanda explica como os livros são classificados nas estantes.

 

Please reload

Pibid: programa educacional valoriza a formação de docentes

02.12.2019

Escola de Karatê em São Miguel do Iguaçu nasce na persistência e dedicação

25.11.2019

Jovens LGBT enfrentam preconceito dentro de casa

18.11.2019

1/3
Please reload

  • White YouTube Icon
  • White Facebook Icon

Siga a Entreverbos

Revista online produzida pelos alunos do curso de Jornalismo

Centro Universitário Internacional| UNINTER |

Rua Saldanha Marinho, 131 – Centro | Curitiba-PR |

revistaentreverbos@gmail.com

 Site projetado por Agência Experimental Grafita
Colaboração de layout por Guilherme Dias
Siga a EntreVerbos
  • fb icon 2
  • yt icon 2
Revista digital produzida pelos alunos do curso de Jornalismo