Projetos de contraturno incentivam a inclusão social

A Organização do Desenvolvimento do Potencial Humano é uma das instituições que trabalha com as crianças curitibanas

 

Projetos com crianças visam o bem-estar social de toda a comunidade. (Crédito: FreePik)

 

Atualmente, em Curitiba, algumas escolas municipais realizam projetos no contraturno para trabalhar com a personalidade e a profissionalização dos alunos.  Há algumas organizações que fazem parcerias com essas instituições de ensino para observar as mudanças que os projetos causam nas crianças.

 

Este é o caso da Organização do Desenvolvimento do Potencial Humano, localizado na Vila Torres, em Curitiba. A pedagoga, Priscila Santos, de 35 anos, fala que a organização é movida à base de voluntariado, além de possuir parceiros, ou seja, empresas que ajudam nos custos e nas manutenções necessárias a fim de que o espaço funcione bem.

 

 (Crédito: Jeniffer Jesus)

 

Um dos projetos que esta organização possui é denominado "Cultivando Sonhos", que foi criado em 2016. Primeiramente, houve uma observação de como as crianças se desenvolviam, de quais possibilidades e oportunidades possuíam. “Nós percebemos que os primeiros sonhos das crianças eram, na verdade, necessidades básicas: família, alimentação, educação, saúde”, fala a pedagoga.

 

A  professora do curso de Educação do Centro Universitário Internacional, Luana Priscila Wunsch, conta que é necessário que a criança saiba sobre os direitos básicos que todo cidadão deve ter, a partir da grade curricular base. “Isso é o fundamento principal da educação, a formação para a cidadania, para criticidade, para inclusão social”, reforça Luana.

 

Priscila Santos conta que uma das crianças participantes do projeto possuía o sonho de limpar a casa de outras pessoas, porém isto não deve ser o único caminho possível. Segundo a pedagoga, “ela precisa ter um leque de opções para escolher um, e não aquele que foi imposto na cabecinha dela por ser uma criança que nasceu em uma comunidade pobre e que veio de uma família humilde”.

 

O projeto proporcionou às crianças a motivação de sonhar de verdade, de acordo com a pedagoga. Além disso, dentro do programa "Cultivando Sonhos" há outros quatro projetos, nos quais há voluntariado envolvido. “São pessoas se voluntariando e que tem a mesma proposta: uma motivação interna e desejo de mudança”, explica.

 

O primeiro chama-se "Mães que Semeiam", no qual uma mãe vem de modo voluntário, um dia da semana, para fazer o lanche e almoço das crianças. O segundo é denominado "Adolescentes que Fortalecem", que traz ex-alunos do projeto para atuarem como voluntários, aplicando atividades de seu interesse.

 

"Jovens que Inspiram", o terceiro projeto, traz universitários de várias instituições de ensino com um ideal que será concretizado com e para as crianças, de acordo com sua área de estudo. O quarto e último, "Amigos que Iluminam", é formado por empresas que ajudam no suporte a essas crianças, com alimentação e infraestrutura.

 

Livros doados por empresas para a organização. (Crédito: Jeniffer Jesus)

 

Estes projetos visam o bem-estar social da comunidade, não só para o aluno que está ali, mas também às pessoas que o rodeiam. “Essas pessoas que convivem com ele precisam estar bem, porque ele é um ser social”, explica Luana.

 

Priscila aponta que este programa não visa uma mudança completa nas  vidas das crianças, mas busca atuar no desenvolvimento pessoal, como o autocontrole e a autoestima. “A gente não poder tirar o que eles têm, que são as defesas, porque eles precisam ser empoderados para viver nessa comunidade”.

 

Please reload

Jovens LGBT enfrentam preconceito dentro de casa

18.11.2019

Ser bilíngue significa expandir os horizontes

11.11.2019

Terror destaca cinema nacional

04.11.2019

1/3
Please reload

  • White YouTube Icon
  • White Facebook Icon

Siga a Entreverbos

Revista online produzida pelos alunos do curso de Jornalismo

Centro Universitário Internacional| UNINTER |

Rua Saldanha Marinho, 131 – Centro | Curitiba-PR |

revistaentreverbos@gmail.com

 Site projetado por Agência Experimental Grafita
Colaboração de layout por Guilherme Dias
Siga a EntreVerbos
  • fb icon 2
  • yt icon 2
Revista digital produzida pelos alunos do curso de Jornalismo