Primeiro livro da saga Harry Potter completa 20 anos em 2017

 

 A história do bruxinho inglês encantou toda uma geração. (Crédito: Pixabay)

 

Rictusempra! Se você entendeu e agora esboça um sorrisinho, sabe o que significa. Nesse momento, você deveria estar morrendo de rir. Não, não que isso tenha sido uma piada, mas esta é a palavra para o feitiço do riso – fazer com que a pessoa atingida ria descontroladamente. Quem nunca gostaria de utilizar o Expecto Patronum para se defender de dementadores, ou de quaisquer outras situações amedrontadoras, como aquelas provas bimestrais.

 

Este ano o primeiro livro da saga intitulado Harry Potter e a pedra filosofal completa 20 anos. Para comemorar essa data importante, a saga ganhará mais dois livros em outubro. O primeiro livro, chamado de Harry Potter: Uma História de Magia, trará rascunhos originais da autora J. K. Rowling. O segundo livro, Harry Potter: Uma Jornada Através da História da Magia , será um guia sobre a magia ensinada em Hogwarts. A editora britânica Bloomsbury está responsável pelo lançamento das obras, porém para a "infelicidade" dos fãs nenhuma delas é assinada por Rowling.

 

Os livros de Harry Potter mudaram completamente o rumo das crianças e adolescentes que cresceram na época de seus lançamentos, já que puderam despertar o desejo pela leitura. Larissa Amanda Campana de Figueiredo conta nesse áudio como conheceu esse universo mágico. 

 

Mas não foi apenas na literatura que Harry Potter fez sucesso, os livros foram adaptados para o cinema, o que rendeu mais algumas dezenas de milhões de dólares para a autora, o que começou a esboçar despretensiosa a série num café em Edimburgo, Escócia. Culminou com a inauguração, em 2010, do Wizarding World of Harry Potter (O mundo mágico de Harry Potter), parque temático localizado em Los Angeles, EUA.

 

A saga de Harry Potter foi lançada no final da década de 1990 e virou febre mundial na primeira década do século XXI. Os sete livros lançados da série contam a história de um bruxo que era lenda para alguns, mas apenas mais uma pessoa para o mundo dos trouxas. Harry se forma em Hogwarts, escola de bruxos, e os livros acompanham uma série de aventuras do legendário menino com uma cicatriz em forma de raio no meio da testa.

 

A legião de fãs formada ao redor do globo é incontável. Certamente, o Brasil não ficaria de fora. Filas nos cinemas e encontros de potterheads (fãs viciados na série) em toda a parte marcaram as vidas de crianças e adolescentes nos lançamentos dos livros e dos filmes. Não era raro ter um amigo viciado na saga, ou mesmo ser um deles.

 

O hiato de mais de uma década desde o lançamento do último livro Harry Potter e o Enigma do Príncipe foi rompido no Brasil na metade do ano passado. O livro Harry Potter e a criança amaldiçoada fez despertar novamente o vício que estava adormecido naquela geração dos anos 2000, a obra conseguiu atrair novos seguidores.

 

Os potterheads fazem de tudo para trazer sempre em si uma menção honrosa a saga: desde repaginar seus quartos a fazer tatuagens, alguns até se vestem de bruxo para se diferenciar dos trouxas.

 

  Larissa é apaixonada pelo universo de Harry Potter, coleciona vários itens pertencentes ao personagem. (Crédito: Larissa Amanda)

 

Neto Pires, 26 anos,  e Letícia Lima, 21 anos,  são potterheads assumidos. Ele é formado em Letras, colaborador do blog Mundo das Resenhas, e ela estudante de Moda, são casados há um ano. Com todos os livros da séria empunhados, comentaram algumas curiosidades sobre o mundo mágico criado por J. K. Rowling.

 

Sobre uma possível explicação do porquê de Harry Potter ter sido tão viciante nos anos 2000, Neto afirma que “foi viciante porque tinha aquela questão de magia, algo novo. Foi algo que mudou a literatura na época. Todos meus amigos da infância começaram a ler e eu fiquei com vontade. É a história de um rapazinho simples, que mora debaixo de uma escada, e que de uma hora para outra mudou toda sua história”.

 

Neto Pires e Letícia Lima são fãs de Harry Potter (Crédito: Bruna Santiago Cabreira)

 

Na realidade, foi Letícia quem fez com que Neto se tornasse ainda mais viciado na história do menino bruxo. “Eu fiz ele assistir todos os filmes num único dia. Ele me fez assistir Star Wars por isso”. Mesmo adulto, acreditam que a história ainda pode prender a atenção de quem volta a ter contato com os personagens.

 

Para ambos, o comportamento dos fãs, de modo geral, é que são eufóricos, amorosos e parceiros. São exagerados, mas é por gostarem muito da série de livros e filmes. Os potterheads têm diversas maneiras de expressar o que sentem pelos personagens, tanto que comemoram datas especiais como o aniversário de Harry Potter, no dia 31 de julho o bruxo mais famoso da literatura completará 37 anos de idade. 

 

 

 

 

Please reload

Ser bilíngue significa expandir os horizontes

11.11.2019

Terror destaca cinema nacional

04.11.2019

Restaurante usa sobras de alimentos para gerar energia

21.10.2019

1/3
Please reload

  • White YouTube Icon
  • White Facebook Icon

Siga a Entreverbos

Revista online produzida pelos alunos do curso de Jornalismo

Centro Universitário Internacional| UNINTER |

Rua Saldanha Marinho, 131 – Centro | Curitiba-PR |

revistaentreverbos@gmail.com

 Site projetado por Agência Experimental Grafita
Colaboração de layout por Guilherme Dias
Siga a EntreVerbos
  • fb icon 2
  • yt icon 2
Revista digital produzida pelos alunos do curso de Jornalismo