Biblioteca Pública é ponto de encontro de RPG

Espaço torna-se palco de aventuras, aos sábados, recebendo em média 50 jogadores 

Conjunto de dados utilizados para jogar RPG. (Crédito: Eiko S. Harata)

 

Como toda boa aventura medieval começa em uma taverna, as melhores campanhas de RPG podem começar na Biblioteca Pública do Paraná (BPP). O RPG na BPP, por exemplo, é um evento gratuito que acontece aos sábados, das 14h às 20h, na BPP, e tem como objetivo aumentar a interação entre pessoas que tenham comum interesse em jogos de carta, tabuleiro e, principalmente, no RPG. 

 

Lucas Rattmann, 22, é um dos membros atuais da organização do projeto e joga há 5 anos. Quando ele entrou, a Biblioteca recebia mensalmente um grupo pequeno de jogadores, normalmente no segundo sábado do mês e contava com apenas uma mesa de RPG. Ele acompanhou o desenvolvimento da iniciativa e descobriu seu grande interesse pelo jogo.

 

Em 2014, Lincoln Kerber assumiu a diretora do RPG na BPP. Os encontros, então, passaram a ser semanais, mantendo-se aos sábados, e o número de pessoas participantes começou a crescer. “A gente fez até uma rodada de pizza quando juntamos 30 pessoas!”, relembra Rattmann.

 

O projeto surgiu um ano antes,  por meio de uma iniciativa de Marcelo Oliveira, sócio-diretor da UCMcomics, que, na época, ministrava uma oficina de cartoons durante as manhãs de sábado na BPP. Inicialmente, a criação do projeto era uma forma de promover a nova Gibiteca, aproximando o público nerd da Biblioteca, por meio dos jogos.

 

Atualmente, o evento conta com público de 40 e 60 pessoas, por fim de semana, recebendo jogadores de diferentes níveis de experiência e, também, pessoas que nunca tiveram contato com o jogo. “É só chegar! A gente só recomenda que cheguem às 14 horas porque as mesas começam a encher e quanto mais cheia, mais difícil é encaixar as pessoas.” enfatiza, Rattmann. 

 

Além dos encontros semanais, o RPG na BPP promove um evento anual denominado "Curitiba RPGque, em 2018, terá sua 3ª edição. As atividades do evento ocupam espaço de toda a Biblioteca Pública. São disponibilizadas diversas mesas para jogadores, palestras diversas sobre a cultura do RPG e barracas de vendas de dados e acessórios para o jogo.

O RPG na BPP é um evento gratuito, que acontece aos sábados, das 14h às 20h. (Crédito: Eiko S. Harata)

 

O que é RPG?

 

O RPG é um jogo de imaginação que requer a criação e interpretação de diversos personagens, dentro de uma história. A sigla vem do termo em inglês Role-Playing Game que significa, literalmente, jogo de interpretação de papéis. A prática se popularizou a partir da publicação do livro Dungeons&Dragons (D&D), escrito por Gary Gygax e Dave Arneson, no ano de 1974. Um dos principais motivos para essa popularidade é a liberdade de interpretação que o jogo proporciona e a forma como ele permite a interação entre os jogadores. O site Jovem Nerd produz diversos podcasts. Um deles discute as regras do RPG e como funciona o Dungeons&Dragons.

 

Apesar da existência de diversos sistemas e ambientações diferentes, acompanhadas por regras de jogo específicas como é o caso do D&D, o Role-Playing Game tem características bem definidas.  Ele é um jogo verbal, ou seja, todas as descrições de ambientes, personagens ou ações devem ser faladas. Além disso, a mesa de jogo é dividida em duas partes narrativas: a dos Players e a do Mestre.

 

Cada player tem o dever de atribuir personalidade ao seu personagem e interpretá-lo durante toda a narrativa, realizando diálogos com outros jogadores e descrevendo decisões que serão tomadas. Já o Mestre (ou Game Master) é, além de narrador da história, o responsável por desenvolver como o mundo funciona, definindo os elementos que farão parte do universo do jogo e os desafios que acontecerão na aventura, descrever reações e adaptar as situações do mundo de acordo com a ação dos jogadores.

 

A dinâmica entre os personagens acontece por meio dos dados. No RPG, são utilizados dados específicos, e os principais são de 4, 6, 8, 10, 12 e 20 faces. Cada um deles é lançados em uma situação específica e variam de acordo com o sistema que está sendo utilizado. Daniel Oliveira, também um dos membros da organização do RPG na BPP, conta uma das suas histórias preferidas e exemplifica a utilização dos dados. Ouça aqui.

 

  Torre de dados e bonecos de ação utilizados nos jogos de RPG. (Crédito: Gabriel Pereira Martins)  

 

Outra característica importante é a separação do jogo em Sessões, Aventuras e Campanhas. Do mais simples para o mais complexo, podemos explicar que as Sessões são os momentos em que os participantes reúnem-se para jogar. As Aventuras são como missões - histórias fechadas que são criadas pelo mestre e moldadas pelos jogadores (normalmente, são necessárias várias sessões para se concluir uma aventura).

 

Já as Campanhas são o conjunto de aventuras narradas no mesmo mundo e com um núcleo de personagens, podendo durar anos ou até mesmo não ter um fim. Ouça aqui outro podcast do Jovem Nerd no qual os jogadores interpretam a Campanha O Bruxo, a Princesa e o Dragão.

 

O RPG não é só um jogo dinâmico que estimula a criatividade e a imaginação. Ele também ajuda a desenvolver uma série de habilidades, como o raciocínio lógico, a cooperação mútua e a facilidade com relações interpessoais. Além disso, a prática ajuda com a timidez com a criação de personas (os personagens), incentivando os jogadores a se expressarem sem ter medo ou vergonha. 

 

O analista de negócios e jogador há 15 anos, Fernando Garagnani, conta as influências que o jogo teve em sua vida. “ Por mais clichê que seja dizer isso, o RPG impactou muito na minha vida. O jogo me ajudou demais a pensar fora da caixa, analisar problemas, improvisar e o melhor, a criar histórias. Com o RPG aprendi a estruturar tramas, montar personagens e a saber que nem tudo pode ser controlado ou previsto. Isso me ajuda muito no meu trabalho e nas tarefas do dia-a-dia.”

 

 

Onde jogar RPG em Curitiba

 

Além da Biblioteca Pública do Paraná, existem outros lugares que disponibilizam seus espaços para pessoas que tenham interesse no jogo. Confira lista abaixo: 

 

Clube da PUC

Rua Imac. Conceição, 1155 - Prado Velho

https://www.facebook.com/furunculodabruxa/

 

Cooldown E-sports n' Burgers 

Avenida Silva Jardim, 1145 – Rebouça

https://www.facebook.com/cooldownesports/

 

Funbox Boardgame Café

Rua Doutor Álvaro Albuquerque, 251 – Centro

https://www.facebook.com/funboxcuritiba/

 

NerdZ

Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 900 – São Francisco

https://www.facebook.com/NerdzCwb/

 

Taverna Game House

Rua Alferes Poli, 589 – Centro 

https://www.facebook.com/TavernaGameHouse/

 

 

 

 

 

Please reload

Pibid: programa educacional valoriza a formação de docentes

02.12.2019

Escola de Karatê em São Miguel do Iguaçu nasce na persistência e dedicação

25.11.2019

Jovens LGBT enfrentam preconceito dentro de casa

18.11.2019

1/3
Please reload

  • White YouTube Icon
  • White Facebook Icon

Siga a Entreverbos

Revista online produzida pelos alunos do curso de Jornalismo

Centro Universitário Internacional| UNINTER |

Rua Saldanha Marinho, 131 – Centro | Curitiba-PR |

revistaentreverbos@gmail.com

 Site projetado por Agência Experimental Grafita
Colaboração de layout por Guilherme Dias
Siga a EntreVerbos
  • fb icon 2
  • yt icon 2
Revista digital produzida pelos alunos do curso de Jornalismo