Pinterest é utilizado como ferramenta de marketing digital

Ações envolvem criação de conteúdo e geram aumento no tráfego de sites

Segundo pesquisa, 90% dos pinners (nome dos usuários do Pinterest) fizeram decisões de compra pelo site. (Crédito: Bárbara Borges)

 

Com mais de 200 milhões de usuários mensais ativos em todo o mundo, e 19 milhões de usuários mensais ativos só no Brasil, de acordo com o site comScore, o Pinterest foi lançado em março de 2010 com a proposta de criar novas maneiras para as pessoas descobrirem ideias relevantes e organizá-las, de modo que pudessem ser testadas no mundo offline.

 

Neste cenário, a rede social configura-se como uma importante ferramenta do marketing digital. Segundo a pesquisa GfK Path to Purchase Study, de dezembro de 2017, 90% dos pinners (nome dado aos usuários do Pinterest) fizeram decisões de compras na plataforma.

 

Michelle Kramer, representante da equipe de comunicação do Pinterest nos Estados Unidos, conversou com a Entreverbos, e conta que as pessoas procuram a plataforma com uma mente aberta e é esse cenário que as empresas devem aproveitar. "As marcas podem alcançar as pessoas quando elas estão tomando a decisão sobre quais produtos comprar e quais serviços testar", explica.

 

"Nem todos sabem exatamente o que estão procurando, mas saberão quando encontrá-la. Segundo Nielsen, 98% dos usuários reportaram tentar coisas novas que encontraram no Pinterest, sendo que outras plataformas sociais alcançam 71%",  complementa Michelle.

 

Tipos de uso do Pintrest (Créditos: Reportagem)

 

A criadora do blog Feed Your Soul, Renata Schaitza, conta que tem seu perfil na rede, mas só com o início do blog começou a se preocupar em criar seu próprio conteúdo. “Depois da criação do blog, em 2014, comecei a repostar meu conteúdo no Pinterest também, com fotos mais produzidas e focadas em estilo de vida”.

 

Renata também avalia o retorno produzido pela plataforma para seu blog. “Pelo menos 8% do tráfego vem do Pinterest, mesmo não conseguindo alimentá-lo da forma que gostaria”. A blogueira explica que para atrair mais usuários para sua conta, ela utiliza suas outras redes sociais e divide uma dica valiosa sobre o maior alcance dos sites: “Compartilhando conteúdo no Pinterest, o site fica melhor ranqueado no Google"

 

Segundo Renata, é de extrema importância postar fotografias bonitas e que chamem a atenção, linkadas, sempre, a algum conteúdo informativo. Apesar disso, ela expõe suas preocupações em relação a ferramenta. “Acho um pouco difícil e demorado de fazer upload de fotos. Por enquanto, o Pinterest funciona melhor para "pinar" conteúdo que já existe e já foi publicado em algum site”.

 

Mesmo sendo uma ferramenta modelo para referências, a plataforma peca um pouco na hora de expor seu core business (objetivo de uma empresa). É o que comenta o coordenador do curso de Publicidade e Propaganda do Centro Universitário Uninter, Alexandre Correia. “Ainda há um desconhecimento das pessoas em relação ao Pinterest, pois não é reconhecido todo o potencial dessa ferramenta. Talvez isso aconteça porque o core business não é claro. Para que serve? Por enquanto ele é só marcado por ser um repositório referencial”, explica.

 

Correia afirma que para a plataforma se consolidar de maneira mais ativa no mercado, é necessário pensar mais em campanhas institucionais. “Acredito que o passo agora é vender mais a instituição Pinterest, criar mais campanhas institucionais e ter de fato a institucionalização do marca no Brasil”, argumenta. Além disso, ele também comenta que para determinados segmentos, o Pinterest já é a melhor rede que existe e é isso que vem contribuindo para que ele se torne uma ferramenta imprescindível para o marketing digital: “São as redes sociais que aumentam o ponto de contato e ainda aproximam o cliente da marca”.

 

Michelle Kramer explica que o Pinterest tem um foco maior em estabelecer parcerias a longo prazo com marcas e editores, pois 75% do conteúdo que as pessoas salvam são de sites de empresas, como lojas ou blogs. Além disso, Michelle acrescenta que essas parcerias contribuem para que a plataforma crie conteúdos locais e relevantes. "Focando no aprimoramento de pesquisas localizadas e tópicos, os usuários do Pinterest passam a ter mais acesso a ideias relevantes na sua própria língua e que sejam alinhadas com os gostos locais, transformando, assim, o tempo que elas passam no Pinterest uma experiência única", conta.

 

 

Universo do marketing digital

 

O mundo digital revolucionou a maneira como as pessoas se relacionam com as marcas, facilitando, por exemplo, a aproximação com o cliente. O mercado foi modificado e com ele, foi preciso criar novos jeitos de atrair público e consumidores para dentro de sites e perfis em redes sociais. Com todas essas alterações, as novas mídias aproveitaram a oportunidade e embarcaram nas mudanças tecnológicas, criando novos botões e adaptando funções para melhor atender as demandas.

 

Quem produz conteúdo para perfis empresariais, ou comerciais, nas redes sociais sabe a dificuldade em se ter ideias criativas e inovadoras que chamem a atenção do público. Assim, os hábitos de navegação online se transformaram em informações proveitosas para as empresas expandirem seus negócios.

 

Para as marcas terem um melhor desempenho no mercado da tecnologia, o marketing digital surgiu como uma ferramenta de assistência para essa expansão. A gerente de comunicação, Tayara Antonello, explica que: “O marketing digital tem como objetivo promover e conquistar novos clientes, ampliando a rede de relacionamento de uma marca em todo o ambiente digital”. Ela acrescenta que “ele aparece como uma estratégia de posicionamento do seu produto junto de sua empresa para interagir e aperfeiçoar dentro do mercado digital.”

 

No contexto das redes sociais, Tayara apresenta o Facebook como a maior e mais completa plataforma social do mundo para a produção e análise de dados pessoais e profissionais. Já o Pinterest, ela observa que o aplicativo tem todo seu esforço voltado para as marcas. “O espaço é ideal para quem pretende divulgar imagens de produtos que se encaixem nas categorias da plataforma ou até mesmo imagens que tenham ligação com o conteúdo editorial produzido", explica.

 

Sobre as tendências do marketing digital, Tayara comenta que é inevitável a inclusão das plataformas sociais. “Muitas empresas hoje já estão migrando toda a sua verba de comunicação apenas para o trabalho nas mídias”. A gerente de comunicação explica que a criação de conteúdo e comunidades em torno de segmentos é muito importante para o futuro dessa ferramenta. “A formação de comunidades fomenta a criação de conteúdo pois contribui para que o público encontre assuntos e discussões acerca de suas preferências”. Thayara também aponta que o principal desafio a ser encarado pelas marcas é a criação de uma atmosfera ao redor do seu produto. “As empresas precisam produzir mais conteúdo e ainda pensar na experiência do usuário”, argumenta.

 

Tayara Antonello fala sobre marketing digital. (Crédito: reportagem)

 

A rotina da conexão digital

 

Numerosos objetos do nosso dia a dia estão ligados à uma rede móvel e, ao que tudo indica, as inovações tecnológicas permitem estarmos cada vez mais conectados. O professor do Centro Universitário Uninter, Jeferson Ferro, aponta que podem-se destacar como pontos positivos a facilidade do acesso, a quantidade de informação e o livre consumo de conteúdo midiático. Já para os pontos negativos, Ferro destaca a falta de organização e interesse da vida física. “As pessoas estão perdendo a conexão com seu ambiente imediato, como a nacionalidade. Elas não se identificam mais com o seu país ou com sua comunidade física mas, sim, com outros elementos, formando assim uma perda da identidade nacional”.

 

Essa dependência da conexão, intensificou a relação do mundo físico com o virtual e ainda estabeleceu surgimentos de novos aparelhos que surgem com o objetivo de simplificar a relação interpessoal. “O mundo tende a ser cada vez mais interativo, sofisticando a tecnologia do “touch”, intensificado pelo uso de telas. Os óculos de realidade virtual também pode ser uma grande aposta no aspecto sociointerativo, sem previsão para erros ou acertos”, comenta Ferro.

 

O professor explica que esses segmentos estão em constante desenvolvimento, transformando a conectividade em algo cada vez mais eficiente. “Com os avanços tecnológicos, a sociedade pode se tornar mais preparada para o aumento da produtividade podendo, ainda, melhorar a qualidade de vida da população em escala global. Tudo isso fomenta a inovação e desafia a população a participar do mundo virtual, modificando relações e intensificando o uso da internet de modo oblíquo”, argumenta.

Conectividade digital dos brasileiro. (Créditos: Reportagem)

 

Please reload

Pibid: programa educacional valoriza a formação de docentes

02.12.2019

Escola de Karatê em São Miguel do Iguaçu nasce na persistência e dedicação

25.11.2019

Jovens LGBT enfrentam preconceito dentro de casa

18.11.2019

1/3
Please reload

  • White YouTube Icon
  • White Facebook Icon

Siga a Entreverbos

Revista online produzida pelos alunos do curso de Jornalismo

Centro Universitário Internacional| UNINTER |

Rua Saldanha Marinho, 131 – Centro | Curitiba-PR |

revistaentreverbos@gmail.com

 Site projetado por Agência Experimental Grafita
Colaboração de layout por Guilherme Dias
Siga a EntreVerbos
  • fb icon 2
  • yt icon 2
Revista digital produzida pelos alunos do curso de Jornalismo