Tatuagem ainda atrapalha na hora de ingressar no mercado de trabalho?

Discretas ou escandalosas: tatuagem no mercado de trabalho ainda assim divide opiniões

 

   Paloma Alves já foi questionada sobre tatuagem em entrevista de emprego. (Crédito: Beatriz Brasileiro)

 

Encarado como tabu no mercado de trabalho, tatuagem ainda é um assunto que divide opiniões. Partindo do ponto de vista de muitas empresas, a imagem dos colaboradores é extremamente importante, portanto, muitas delas acreditam que o funcionário tatuado pode passar uma impressão de agressivo e até mesmo deixam de recrutar o candidato.

 

Porém, outras empresas não visualizam os candidatos com tatuagens como incompetentes, acreditando que a vida pessoal do colaborador diz respeito somente a ele. Para estas, o que importa é apenas o seu trabalho para  o crescimento da empresa.

 

A funcionária Paloma Alves, que é tatuada,  acredita que, com a popularização da tatuagem, hoje a sociedade está mais aberta para este tipo de assunto, não possui mais aquele tabu tão desprezível de antigamente. “Atualmente trabalho em um restaurante e pizzaria, e a aceitação do público em geral é bem tranquila, não costuma ser chocante”.

 

Paloma pensa que hoje é mais comum as pessoas terem tatuagens e até pode ser motivo de admiração. "Acho incrível essa evolução que todos estão tendo e acredito também que, daqui para frente essa questão só tem a melhorar ‘’, comenta. Por outro lado, ela explica que já sofreu preconceito por conta das tatuagens, principalmente, a que se encontra em seu pulso.

 

A funcionária diz que já se sentiu inferiorizada quando uma recrutadora perguntou qual o verdadeiro motivo da tatuagem. "De certo modo, naquele exato momento, me senti inferior a outros candidatos que não possuíam tatuagens visíveis, principalmente, pelo fato do modo que a recrutadora havia falado.  Afinal, mesmo que escondida, a tatuagem pode resultar em preconceito já que, às vezes, está ligada com pessoas irresponsáveis ou usuárias de drogas“, destaca.

 

Ainda tabu?

A psicóloga Eryka Neres informa que, infelizmente, na sociedade a tatuagem ainda é vista como tabu, impossibilitando, muitas vezes, o candidato de conquistar a tão sonhada vaga no mercado de trabalho.  Porém, ela acredita que os empreendedores vão se acostumar com isso, aprendendo a lidar gradativamente com as diferenças físicas de um candidato a outro.  "Eu acredito que daqui há alguns anos não vai existir mais preconceito em relação à tatuagem, até porque já possui muitas pessoas com tatuagem na sociedade e isso só tende a aumentar", comenta.

 

Para facilitar a entrada dos candidatos tatuados no mercado, sugere-se procurar empresas onde este perfil seja aceito com mais facilidade. Um exemplo são as agências de comunicação, artes, publicidade e propaganda, marketing, entre outras, área consideradas mais abertas em relação à aparência dos colaboradores. Mas, é bom lembrar: o fato da pessoa ter tatuagem não significa que ela não possa conseguir um emprego em outros segmentos.

 

Veja a entrevista completa com psicóloga Eryka Neres neste link.

 

 

Please reload

Ser bilíngue significa expandir os horizontes

11.11.2019

Terror destaca cinema nacional

04.11.2019

Restaurante usa sobras de alimentos para gerar energia

21.10.2019

1/3
Please reload

  • White YouTube Icon
  • White Facebook Icon

Siga a Entreverbos

Revista online produzida pelos alunos do curso de Jornalismo

Centro Universitário Internacional| UNINTER |

Rua Saldanha Marinho, 131 – Centro | Curitiba-PR |

revistaentreverbos@gmail.com

 Site projetado por Agência Experimental Grafita
Colaboração de layout por Guilherme Dias
Siga a EntreVerbos
  • fb icon 2
  • yt icon 2
Revista digital produzida pelos alunos do curso de Jornalismo