Museu abriga história do transporte ferroviário do Paraná

Localizado na antiga ferrovia da cidade de Curitiba, o museu preserva a história do período em que o local funcionava a todo vapor

 

 

 

O Museu Ferroviário de Curitiba fica na região central, próximo à Câmara Municipal (Crédito: Bruna Cabreira).

 

 

Situado no espaço histórico onde hoje funciona o Shopping Estação, o museu ferroviário é um espaço de arquitetura clássica e histórica, com um acervo com mais de 50 peças, entre livros, manômetros e demais aparatos relacionados ao transporte ferroviário no estado do Paraná.

 

O museu foi inaugurado em 1982, com o objetivo de trazer para o público a possibilidade de imergir no ambiente de uma estação ferroviária. Logo na entrada, é possível revisitar uma bilheteria, onde manequins simulam a comercialização de bilhetes e os viajantes.

 

 

Manequins na entrada do museu  simulam o dia a dia na estação (Crédito: Bruna Cabreira).

 

Durante a visitação é possível, além de observar as peças em exposição, ouvir explicações sobre o desenvolvimento da malha ferroviária no Paraná. Além disso, os visitantes podem desfrutar de um ambiente cheio de história , que é de encher os olhos. 

 

 

Vagão exposto na antiga linha ferroviária. (Crédito: Bruna Cabreira)

 

 

Parte da história do Paraná

 

A ferrovia propiciou, além do avanço tecnológico e econômico, o encurtamento das distâncias e o surgimento de uma nova classe trabalhadora ligada exclusivamente a esta atividade. Ao longo do tempo, a ferrovia transformou-se num espaço não apenas de viagens, mas também de trabalho profissional para, por exemplo, maquinistas, administradores, telegrafistas, vendedores de passagens, cozinheiros, mecânicos, entre outros.

 

                           Representação de um vendedor de bilhetes no centro da estação ferroviária.(Crédito:Bruna Cabreira)

 

Antes da construção da ferrovia Paranaguá - Curitiba, a comunicação entre o litoral e o resto do território atual do estado do Paraná era feito em condições precárias por caminhos que entrecortavam o território. Apenas em meados do século XIX foi aberta a estrada da Graciosa, aproveitando o traçado original das antiga estrada colonial. Naquela época, a agricultura era prejudicada por não existir vias para o transporte adequado e eficientes  da mercadoria para os portos de Antonina e Paranaguá.

 

 

Antiga locomotiva exposta no pátio do Shopping Estação (Crédito: Bruna Cabreira).

 

A ferrovia foi inaugurada em 1917 e até 1930 era basicamente utilizada para escoar a produção de erva-mate e para o transporte dos funcionários da companhia. Foi apenas em meados do século XX que a ferrovia passou a servir o público em geral.

 

 Os horários com as chegadas dos trens na estação (Crédito:Bruna Cabreira).

 

 

 

Detalhes da época ajudam o visitante a voltar no tempo

 

Antônio Carlos Prado e Vânia Maria Prado, casados, ambos com 52 anos e naturais do Rio de Janeiro, aproveitaram a visita à cidade para conhecer o museu.  "É um espaço muito bem cuidado. Existem muitos itens interessantes, como os uniformes que eram usados. O que me chamou muito a atenção foi o fato do museu ser anexo ao Shopping Estação. Muito legal! Curitiba surpreende mesmo", elogia Antônio.

 

Detalhes do museu, que é anexo ao Shopping Estação, no centro de Curitiba (Crédito:Bruna Cabreira).

 

 

A ferrovia hoje

 

Hoje é possível sentir um pouco da magia do transporte ferroviário por meio do passeio que liga Curitiba a Morretes. O translado é apenas turístico, não servindo mais ao dia a dia, como outrora.

 

 

Mais informações

 

O Museu Ferroviário de Curitiba é aberto de terça à sábado das 10h às 18h, e domingos e feriados das 11h às 19h. O museu não abre às segundas. A entrada é franca e não é permitido fotografar o acervo, apenas a entrada da estação. Saiba mais.

 

Please reload

Ser bilíngue significa expandir os horizontes

11.11.2019

Terror destaca cinema nacional

04.11.2019

Restaurante usa sobras de alimentos para gerar energia

21.10.2019

1/3
Please reload

  • White YouTube Icon
  • White Facebook Icon

Siga a Entreverbos

Revista online produzida pelos alunos do curso de Jornalismo

Centro Universitário Internacional| UNINTER |

Rua Saldanha Marinho, 131 – Centro | Curitiba-PR |

revistaentreverbos@gmail.com

 Site projetado por Agência Experimental Grafita
Colaboração de layout por Guilherme Dias
Siga a EntreVerbos
  • fb icon 2
  • yt icon 2
Revista digital produzida pelos alunos do curso de Jornalismo