• João Bosco M. de Alencar

Varginha tem o melhor custo benefício na área da saúde do estado de Minas Gerais

Com 140 mil habitantes, a prefeitura parte para conclusão do quinto hospital, uma promessa antiga de campanha


Hospital Varginha. Crédito: João Bosco M. de Alencar.


Desde o início da pandemia da Covid-19, a cobertura hospitalar municipal tem sido a prioridade de várias prefeituras. Em Varginha, cidade localizada na região de Sul de Minas, o atual governo está investindo na construção do quinto hospital para a região. Atualmente, o município opera com quatro hospitais que são referência regional e estadual.


A Casa de Caridade de Varginha, começou a ser construído, em 1919, numa área de 4.500m². O governo estadual assumiu a administração em 1928, pois a dívida contraída era impagável. Passou então, a se chamar Hospital Regional de Varginha, em 1932. Hoje, há uma parceria entre o estado e a prefeitura para a manutenção do Hospital Regional que atende não só a população do município, mas também às cidades circunvizinhas num raio de 150 quilômetros, se tornando um dos principais da região com equipamentos de ponta.


O Hospital Bom Pastor foi construído por dois médicos, Dr. Mário Guido e Dr. Edson Fonseca. Foi adquirido pelo município através da Lei Municipal 1.736, em setembro de 1988. Numa área de 9.678m², Hospital Bom Pastor é um dos mais importantes do sul do estado, pois atende não só os munícipes, mas virou o centro de atendimento oncológico da região, conhecido como Centro de Oncologia Dr. Alfredo Peixoto Cavalcante. Hoje, são mais de 150 atendimentos diários de Varginha e toda a região.


Hospital Humânitas. Crédito: João Bosco M. de Alencar.


O Hospital Humânitas, primeiramente, conhecido como Hospital das Clínicas, foi construído em uma área de 7.500m², recursos provenientes da prefeitura Municipal e da Fundação Rocha Braga. Os atendimentos eram, especializados em tratamento psicológico e psiquiátrico. Em 1995, alienou-se a uma vocação humanística, e três anos mais tarde foi inaugurado o Pronto Atendimento 24 horas, conhecido como Prontomed. Foi adquirido pela Cooperativa Unimed Varginha, em 2012, tornando-se 100% para cooperados.


O Hospital Varginha, que pertence ao Grupo de Saúde Serpram, juntamente com empresários privados do Grupo Imesa, resolveram expandir suas atividades do município de Alfenas para Varginha, pois já tinham aqui vários associados e muitas empresas no seu portifólio de clientes. Construído em uma área nobre da cidade com 3.277m², o Hospital Varginha, também é destaque no atendimento a parceiros como o governo do estado, disponibilizados a funcionários públicos estaduais, oferecendo vários serviços de diagnósticos.


Hospital da Criança. Crédito: João Bosco M. de Alencar.


Uma promessa de campanha, e que o atual prefeito de varginha, Vérdi Lúcio Melo, fez questão de priorizar na sua gestão foi a construção do Hospital da Criança, que está sendo construído ao lado do Hospital Bom Pastor, com área de 1.700m², e custará ao município R$ 4 milhões. Com atendimento neonatal, e o Centro de Atendimento Oncolôgico o hospital vem atender aos anseios da população, pois, segundo ela, é uma demanda do município. A obra deverá ser finalizada em 2022, quando será entregue população.


Entrevista com o prefeito Vérdi Lúcio Melo


Prefeito Vérdi Lúcio Melo. Imagem: João Bosco M. de Alencar.


João Bosco M. de Alencar- Prefeito, qual é a importância para um gestor público a construção de mais um hospital para a cidade?


Prefeito Vérdi Lúcio Melo- Primeiramente, um gestor público tem que avaliar quais são as condições financeiras reais que o município arrecada em tributos e quais são os compromissos do dia a dia do executivo para depois pensar nos investimentos.


João Bosco M. de Alencar- O Hospital da Criança é um compromisso de campanha do prefeito anterior, o qual o senhor era vice. Mesmo assim, resolveu cumprir com a promessa?


Prefeito Vérdi Lúcio Melo- Quando a promessa da construção do Hospital da Criança foi feita por Antônio Silva, já tínhamos um planejamento de quanto iríamos investir até a entrega dela à população. Por ter sido vice-prefeito, eu tinha o conhecimento detalhado do passivo e ativo da prefeitura, com isso, dei prioridade ao início da obra na minha gestão.


João Bosco M. de Alencar- A obra está orçada em R$ 4 milhões, há algum investimento do governo do estado ou de alguma empresa privada?


Prefeito Vérdi Lúcio Melo- Sim, a obra está orçada em R$ 4 milhões, pode ser que com a inflação, este valor possa elevar um pouco. Mas, a verba é 100% do município, e não há empresas ligada ao projeto. E gostaria de informar que, esta verba está em caixa e designada a esta obra.


João Bosco M. de Alencar- Varginha se consolida como o polo regional de saúde. Este investimento é uma confirmação desta posição?


Prefeito Vérdi Lúcio Melo- Nós já atendemos dentro de um raio de 150 quilômetros, municípios que necessitam de várias especialidades, principalmente na oncologia. Hoje, atendemos a mais de 150 pessoas de outros municípios diariamente. Mas com relação a pediatria, estamos em falta com a nossa população. Está obra vem a suprir as necessidades para que não tenhamos que levar crianças para serem atendidas a mais de 300 quilômetros de Varginha. Com o Hospital da Criança, é como você mesmo disse, é uma consolidação de Varginha como polo regional de saúde. O munícipe varginhense goza de um diferencial na saúde. Ele tem consulta agendada em tempo recorde, tem cirurgia agendada num prazo muito pequeno e não fica sem atendimento médico. Varginha tem hoje, o melhor custo benefício na saúde do estado de Minas Gerais.